Cada vida é sensível ao amor ...

Subscribe:

segunda-feira, 7 de janeiro de 2013

Maya

És um com Deus: Em tua alma levas teu paraíso O exterior, que te turva e entristece, Não cobra realidade senão em ti mesmo: Tu formas as imagens e logo as desejas trocando-as em ídolos. O resultado de tuas sensações para ti Constitui o Universo, e são tuas sensações Qualidades puras de teu entendimento moral. Não há objetividade senão em ti próprio Tu somente és teu fim e teu começo. A personalidade é ilusão das formas efêmeras; Os vasos que contem a água são distintos na aparência, Mas um é o oceano que os enche E ao qual o nobre líquido haverão de restituir em breve prazo. O fenômeno (relatividade entre tu e a matéria) Por ti tem vida, mas tu desdenha-o, Recolhe-te em ti mesmo: verás que não te fere e já livre teu Espírito de Maya, Em divina quietude nadará sempre. Amado Nervo

0 comentários:

Postar um comentário

Sensibilidade da vida ...

Cada vida é sensível ao amor. As expressões de vida mais inconscientes como as flores e as árvores compreendem se as amamos ou não ... Fada do Amor!!

Silfos

Silfos
"Eu vos saúdo, Silfos, Que constituís a representação do ar e dos ventos, Portadores das mensagens para toda a terra, Eu deposito em vós a minha imensa confiança, Pois meus pensamentos são sempre positivos, Voltados para o amor de todas as coisas existentes. Fazei de mim a imagem do esplendor da luz. Fazei deste pensamento, meu milagre! Mestres do ar, Eu vos saúdo fraternalmente." Fada do Amor!