Cada vida é sensível ao amor ...

Subscribe:

sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

Tu que com uma lança de chamas Partes o gelo da minha Alma E que o expulsas, fervente, Ao mar da minha mais alta esperança, Cada vez mais clara e mais sã, Livre na sua amante violência, Ela celebra assim os teus milagres, Oh, o mais belo Janeiro! Para o ano novo - Ainda vivo, ainda penso: ainda é necessário que eu viva, pois ainda necessito pensar. Sum, ergo cogito: cogito, ergo sum (Sou, portanto penso: penso, portanto sou). Nos dias atuais, todos se permitem exprimir os seus mais elevados desejos e qual foi o primeiro pensamento que veio ao meu coração este ano; vou dizer qual é o pensamento que deve tornar-se a razão, a garantia e a doçura de toda a existência que ainda terei! Desejo aprender cada vez mais a ver o belo na necessidade das coisas: é assim que serei sempre daqueles que tornam as coisas belas. Amor fati (amor ao destino): seja assim, de agora em diante, o meu amor. Não pretendo fazer a guerra ao que é feio. Não pretendo acusar, nem mesmo os acusadores. Desviarei o meu olhar, será essa, de agora em diante, a minha única negação! E, em uma palavra, portanto: não quero, a partir de hoje, ser outra coisa senão uma pessoa que diz Sim! Nietzche
"Não fiques em terreno plano. Não subas muito alto. O mais belo olhar sobre o mundo está a meia encosta."

0 comentários:

Postar um comentário

Sensibilidade da vida ...

Cada vida é sensível ao amor. As expressões de vida mais inconscientes como as flores e as árvores compreendem se as amamos ou não ... Fada do Amor!!

Silfos

Silfos
"Eu vos saúdo, Silfos, Que constituís a representação do ar e dos ventos, Portadores das mensagens para toda a terra, Eu deposito em vós a minha imensa confiança, Pois meus pensamentos são sempre positivos, Voltados para o amor de todas as coisas existentes. Fazei de mim a imagem do esplendor da luz. Fazei deste pensamento, meu milagre! Mestres do ar, Eu vos saúdo fraternalmente." Fada do Amor!