Cada vida é sensível ao amor ...

Subscribe:

sexta-feira, 26 de junho de 2015

O presente é belo

Busquemos tornar o mundo mais belo, para nós e para os outros. Isso implica superar a negligência, a preguiça, a ignorância, a desordem e a confusão. Podemos desenvolver a beleza, a destreza e a precisão em todos os aspectos de nossa vida: a cozinha, o vestuário, a decoração, a linguagem, o trabalho e as relações com os outros. Tudo o que fazemos deve ser bem feito. Quanto ao resultado de nossos atos, este não nos pertence.
Vá para o trabalho como se estivesse indo para seu primeiro encontro. Trabalhe como se estivesse fazendo amor (e não o inverso). Lave a louça como se estivesse contemplado as cataratas do Niágara. Faça as compras como se estivesse esculpindo Davi. Recolha o lixo como se estivesse degustando um belo vinho.
O que a vida tem de mais extraordinário está nos momentos mais banais. Em qualquer momento. Agora.
Torne cada segundo de sua vida mais belo, mais poético, mais sagrado.

"Ao descobrirmos algo de belo, não nos contentemos com seu sinal de beleza, seu brilho fugaz. Que a emoção da beleza, a admiração, a gratidão desabrochem em nossa alma. Abramos o coração para a beleza até nos tornarmos a própria beleza."


0 comentários:

Postar um comentário

Sensibilidade da vida ...

Cada vida é sensível ao amor. As expressões de vida mais inconscientes como as flores e as árvores compreendem se as amamos ou não ... Fada do Amor!!

Silfos

Silfos
"Eu vos saúdo, Silfos, Que constituís a representação do ar e dos ventos, Portadores das mensagens para toda a terra, Eu deposito em vós a minha imensa confiança, Pois meus pensamentos são sempre positivos, Voltados para o amor de todas as coisas existentes. Fazei de mim a imagem do esplendor da luz. Fazei deste pensamento, meu milagre! Mestres do ar, Eu vos saúdo fraternalmente." Fada do Amor!